Shimpaku

O Shimpaku é uma das espécies mais conhecidas no mundo, quando as pessoas (que não cultivam bonsai) pensam em bonsai, geralmente é a figura de um Shimpaku que lhes vem à mente (mesmo que não saibam). Abaixo temos um exemplar trabalhado por Salvatore Liporace, um renomado bonsaísta Italiano, autor de trabalhados impressionantes.

Shimpaku
Nome científico: Juniperus chinensis “sargentii”

Nome popular: Shimpaku

Origem: Conífera originária da China, freqüentemente utilizada no Japão para bonsai. No Brasil ainda é pouco comercializado, sendo encontrado mais facilmente em viveiros especializados.

Ambiente: Planta característica de exterior, porém não possui um único habitat, podendo crescer em diversos lugares (inclusive em altas montanhas, com alturas superiores a 3.700m), mas em todos os casos, se adaptam melhor em lugares ensolarados, apenas os exemplares muito novos e/ou recém transplantados devem ser protegidos do excesso de sol. Gosta de todo tipo de solo (bem drenado), e suporta bem o vento.

Características: É uma conífera que muda de aspecto conforme a idade: as agulhas jovens são largas, de cor clara, e vão ficando pequenas com a idade. O curioso é que um mesmo exemplar pode apresentar folhagens jovens e adultas. Possui um tronco é escuro e levemente avermelhado, desprendendo a casca com facilidade. O Shimpaku é apenas uma das espécies de Juníperus utilizadas em bonsai, existem mais ou menos sessenta espécies de Juníperus difundidas pelo mundo.

Adubação: Adube na primavera e no outono, com intervalo de duas a três semanas. Na última dose do outono, aumente a quantidade para preparar a árvore para o inverno. Não adube no verão e tampouco uma árvore doente ou recém transplantada.

Rega: Regue abundantemente, voltando a molhar apenas quando a terra estiver seca. No verão, regue e borrife-o todos os dias diminuindo a frequência no outono e inverno, e voltando a aumentar no início da primavera.

Transplante: Deve ser feito no início da primavera, antes que comece a brotar, a cada três ou cinco anos, em função da idade. Pode 1/3 ou até metade das raízes, o Shimpaku tolera bem a poda. É uma árvore que prefere uma terra com boa drenagem, por isso aumente um pouco mais a porcentagem de areia na mistura da terra (até metade do substrato pode ser composto de areia).

Poda: Nunca pode as folhas (agulhas) do Shimpaku com tesoura, utilize sempre os dedos ou pinças. Os Juníperus voltam a brotar de maneira imprevisível, por isso, evite eliminar toda a folhagem de um galho durante as podas, para não correr o risco de perder este galho por falta de brotação.

Reprodução: Estaquia. É uma planta de fácil reprodução.

Aramação: Durante o outono, e deixe o arame por cerca de oito meses aproximadamente, este procedimento deve ser repetido todos os anos, até que se atinja a forma desejada, lembrando sempre de não amassar as agulhas com os arames.

Dicas: Elimine regularmente (da primavera até o outono), as agulhas que ficarem amarelas. Limpe sempre a parte interna da árvore, aumentando a aeração da planta, para que sua folhagem se desenvolva melhor. Seguindo essas dicas, você tem tudo para que seu bonsai fique cada dia mais bonito.

84 Responses to “Shimpaku”

  1. Henrique disse:

    Olá Vinícius, parabéns pelo site e pelas dicas, que tem sido muito úteis. Sou mais um iniciante na arte e estou com dúvidas sobre a quantidade de sol que meu Shimpaku deve receber, pois moro no nordeste, região agreste e o clima aqui é muito quente essa época, n chega a ser considerada região de seca, lembra o clima de verão no Rio de Janeiro, então estou tirando o bonsai do sol todos os dias as 10h da manha. é pouco sol? e quanto a estar movendo ele de lugar constatentemente realmente prejudica? desde já agradeço.

  2. robson disse:

    meu bonsai está todo enferrujado, ou seja, com a folhagem cor de ferrugem. o que eu devo fazer?

  3. Roger Silva disse:

    Ola amigo…

    Tenho um Shinpaku 18 anos de idade. Deixo ele no jardim, tomando sol e chuva.

    Nos ultimos dias tenho notado algumas folhas perdendo a cor esverdeada e ficando como se estivessem secando.
    Não acredito que seja falta de água, já que tem chovido muito por aqui nos ultimos dias.
    Será que é excesso de água?

    Ou é natural que isso aconteça?

    Por favor preciso de ajuda… o shinpaku ja tem 18 anos, e não quero perdê-lo…

    Obrigado…

  4. Diogo Sampaio disse:

    ola, tudo bein?

    Estou começando a entrar na area dos bonsais e compre um shipaku, como estou aprendendo agora meu bonsai esta ficando com as folhas meio amareladas e gostaria de saber o que fazer para ele nao morrer.
    se poder me mandar algumas dicas de como ajudar meu Bonsei eu agradeço.

    Abraço!!

  5. Alexandre disse:

    tenho um Shinpaku 14 anos de idade. Não deeixo ele tomando sol e chuva., pois ele esta em uma area coberta , mas aberta e nao tomasoldiretamente sob ele só qdo coloco exporadicamente no jardim, mas molho ele 1x ao dia normalmente

    Nos ultimos dias tenho notado algumas folhas perdendo a cor esverdeada e ficando como se estivessem secando.

  6. Daniel disse:

    Olá, comprei um shimpaku novo, numa feira que estava acontecendo na minha cidade, Juiz de Fora, ele veio de são paulo (Holambra). Li a respeito desse tipo de planta onde estão em situação adversa e acabam morrendo, vi tb que recomendam a troca de vaso, ja que esses vêm em vasos pequenos de plástico e geralmente uma terra ruin. Tem 1 dia que comprei, o que vc me recomentda pra estabiloiza-lo e impedir que ele morra em breve, o que parece ser fatídico nessas plantas de mercados e feiras.

    Obrigado

  7. patrick disse:

    Como é que “eles” conseguem deixar os troncos desse jeito? descascando o bonsai?

  8. Joaquim disse:

    Tenho um shimpaku de cinco anos, dexo ele perto das maiores janelas e rego ele uma vez por dia no final da tarde com um pouco menos que meio copo e burifo agua nas folhas uma vez por dia tambem. Estou certo em fazer isso?

  9. Rodrigo disse:

    Bom Dia. Tenho um shimpaku de 07 anos e as folhas dele estão perdendo a cor e ficando secas. Parece que elas enferrujaram. Eu rego ele todos os dias e deixo ele tomando sol diretamente até às 12 horas.

Trackbacks/Pingbacks


Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Projeto Bonsai no Facebook