Replantio passo-a-passo

Então, vamos colocar um pré-bonsai em um vaso? Não há muito mistério no replantio, basta fazer tudo com calma e cuidado. Eu coloquei o pré-bonsai que o Dahmer me deu, em um vaso pequeno (para que a árvore não ficasse tão perdida no vaso), e fiz fotos, documentando todo o processo, espero que gostem. Caso queiram ver detalhes nas fotos, basta clicar nas mesmas.

Material necessário

Material necessário

Terra, alicate, tesoura, pás, ancinho, arames, tela de náilon, vaso, borrifador, pré-bonsai

E o essencial:

pedrisco

Pedrisco

O pedrisco é o que vai auxiliar na absorção de água da planta, é ele que retém um pouco dos nutrientes, para que a planta possa sobreviver. O pedrisco é uma mistura de tijolo, ou telha moída, areia grossa de rio, quartzo e outros materiais semelhantes, desde que os pedriscos tenham de 3 a 5mm de diâmetro, para que a drenagem do substrato seja boa e as raízes possam “respirar” melhor.

A preparação do vaso

Devemos usar o arame para fazer a seguinte estrutura:

Detalhe da aramação

Detalhe da aramação (baixo)

Esse “” vai servir para fixar a tela de náilon no fundo do vaso, evitando que o solo escorra pelos orifícios.

tela de náilon

Perceberam? É só dar um “” mesmo, e depois atravessar o náilon com o arame. Feito isso, colocamos uma camada de pedrisco no fundo do vaso:

Vaso com pedrisco

Reparem que antes de colocar o pedrisco, eu coloquei um arame, atravessando o vaso, isso foi feito para dar sustentação à árvore que será plantada, uma forma de prendê-la na posição que você deseja. Geralmente, os vasos possuem furos menores, ao lado dos orífícios de drenagem (que protegemos com as telas de náilon), se possível, use esses furos menores para passar o arame, de forma que ele não fique solto no vaso.

Depois adicionamos uma camada de terra, e aqui entra uma questão interessante. A maioria das plantas, ainda mais as brasileiras, gostam de solo normal, terra preta adubada, dessas que encontramos em qualquer quiosque, ou casa especializada em jardinagem. Alguns bonsaístas preferem utilizar somente pedriscos, tendo em vista que ele já possui um pouco de terra e areia em sua mistura. Meu conselho é, reproduza o que existe na natureza, se a planta estava com terra normal, e estava bem, não vejo problema nenhum em colocar terra no bonsai também, desde que esta terra deixa a água fluir, para não apodrecer as raízes.

Para esta paineira, eu utilizei um pouco de terra preta, bem adubada e nova.

Terra adubada

Então começamos a acomodar a planta em sua posição desejada.

Fixando a planta

Na foto acima, reparem que eu já enrolei o arame, fixando a árvore onde eu queria e então comecei a etapa final, que é a cobertura das raízes, e inserção de outros elementos desejados.

Estilização

Adicionei um pouco mais de terra, para cobrir as raízes, e coloquei aquela pedra, para não deixar o vaso muito vazio. Em seguida, coloquei um pouco mais de pedriscos, para melhorar a drenagem do solo.

Mais pedriscos

E partimos para a etapa final, cobrir toda a superfície do vaso, com musgo. Isso não é necessário, é apenas um detalhe para complementar o visual, como se fosse um gramado bem baixinho. A complicação que pode acontecer com o musgo é que ele não resiste bem em climas quentes, o ideal é um local úmido (da mesma forma que o encontramos na natureza), e se você, assim como eu, mora em uma cidade grande e quente (como o Rio de Janeiro), é aconselhável que você borrife água sobre o musgo, duas vezes por dia em dias muito quentes. Assim, o seu bonsai sempre vai ter aquele aspecto de ser um mini-mundo, verde e saudável.

Trabalho finalizado

Depois que terminei, percebi que a árvore ficou muito isolada, em um canto do vaso. O ideal é que ela não seja plantada no centro, mas também não precisa exagerar e colocá-la em uma extremidade do vaso, mas eu plantei desta forma por um motivo, na verdade foram dois motivos:

1 – As raízes de sustentação das árvores eram grandes, e no final delas, surgiam as de absorção, então eu não podia podá-las.

2 – Eu quis colocar desse jeito, para que a paineira projetasse uma sombra no resto do vaso. Visualmente pode ter ficado estranho, mas com o tempo espero poder mostrar como a minha idéia inicial funcionou.

Espero ter ajudado vocês, e que as dicas sirvam para os iniciantes nesta arte.

66 Responses to “Replantio passo-a-passo”

  1. Sheila disse:

    Ah e ja agora ha alguma maneira especifica para poder ver a idade do bonsai?

  2. arthu disse:

    Rolo uma duvida… Onde consigo “mudas” de bonsai?

  3. Apliquei esta sua técnica numa acerola que já tinha feito algumas podas e que replantei no chão. Hoje envasei-a, cortei 1/3 da raíz mais grossa e 2/3 das mais finas; fiz pequenas podas nas folhas e aramei dois galhos. O restante fiz como neste seu post.
    Será que fiz tudo certo? Quando reenvaso novamente?
    Agradeço.

  4. Paulo disse:

    twnho um pré bonsai de paineira, já está grandinho tenho que replantar num vaso, perfeitas as explicações. Ma minha planta apresenta tipo uma doença, as pontas das folhas morrem e vai tomando conta. O que eu faço para terminar com a praga?

  5. Irlane Maria disse:

    Bom dia!!!… como pegar uma muda de planta que gosto e transformar em bonsai, além de reconhecer se suas raízes são de absorção para não acabar cortando-as.

    Atenciosamente,
    Irlane Maria

  6. angela disse:

    Plantei sementes de ipê amarelo, gostaria de torna-lo bonsai. Será que é viável transforma-lo num bonsai?

  7. ariana disse:

    qualquer muda serve para bonsai e qdo tempo depois devo podá-la???

Trackbacks/Pingbacks


Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Projeto Bonsai no Facebook