Estacas

Estou de volta. E aqui está um dos frutos de minha viagem para Minas Gerais:

Estacas de acerola. Pois é, não consegui resistir e, por não ter tempo suficiente para fazer uma alporquia (explicarei esta técnica em um futuro post), fiz algumas estacas. A estaquia (sashiki) é um método de propagação bastante utilizado no cultivo de bonsai, justamente por ser mais rápido que o plantio de sementes e podendo fornecer mudas com troncos grossos, bem próximas do material desejado.

Como se faz uma estaca? Muito simples, basta fazer um corte diagonal no galho que você deseja transformar em um tronco, removendo a “casca” do galho, deixando o “miolo” exposto, para que dali se formem as raízes. Todas as folhas das partes do caule que forem enterradas devem ser arrancadas e pelo menos 1/3 do comprimento das estacas deve ser enterrado.

As folhas da parte superior do caule deverão ser cortadas em 1/3 ou metade de seu tamanho, para reduzir a desidratação da planta. As estacas devem ser plantadas em um certo ângulo, assim como o corte feito para se formar as estacas. Quando a espessura (diâmetro) da estaca for superior a 8mm, dois cortes deverão ser feitos em diagonal, formando uma ponta, mesmo que esta ponta não esteja perfeitamente no centro do caule.

Antes de serem plantadas, as estacas podem ficar “de molho” em uma solução de hormônio enraizador, ou vitamina B1, por cerca de 12 horas, isso ajuda MUITO no surgimento de novas raízes. A mistura de solo usada para a maioria das estacas é a mesma usada para mudas em formação (30% de areia grossa, 40% de terra vermelha e 30% de terra preta) e deverão permanecer plantadas (e intocadas) por 12 meses, quando a muda já estará pronta para receber a primeira poda de galhos e raízes.

O cultivo de estacas não é uma técnica difícil de ser aplicada, basta que você faça as estacas em uma época de desenvolvimento acelerado da planta (evite o inverno, que é quando a maioria das plantas reduz seu crescimento), para obter um belo bonsai em um curto espaço de tempo.

As folhas ainda serão podadas, para que na próxima brotação, elas fiquem menores (folhas pequenas é uma das características principais de um bonsai). Plantei 5 estacas, vamos ver quantas vingarão.

7 Responses to “Estacas”

  1. Sua Princesa disse:

    Quero acompanhar o crescimento e amadurecimento do bonsai de acerola…

  2. Bonsai de folhas pequenas são os meus preferidos, e geralmente os que eu procurava cultivar, infelizmente este ano eu não peguei sementes de pitanga e ficarei o inverno sem poder cultivá-la, talvez compre sementes de serissa :)

  3. Clara disse:

    andré apareceu com um bonsai aqui no trabalho… mais um viciado!
    \o/

  4. Dri disse:

    Vinicius, para estacas não há muitos cuidados, mas é sempre bom lembrar que a melhor época para realizar é na saída do inverno, pois nesse período as plantas entram em período vegetativo, ou seja elas não crescem, “ficam dormentes”, é melhor no inicio da primavera, quando começam a crescer, e quanto ao período das estacas demoram para enraizar, isso vai variar de espécie para espécie, e algumas espécies não se propagam via estaquia, como a jabuticabeira e licha, que tem que ser por alporquia.

    Outra dica é que quanto mais velha a árvore da onde foi coletada a estaca, mais necessário se dá o uso de reguladores vegetais (AIB, ANA), o qual você chama de “hormônio enraizador”, eles podem ser feitos em solução liquida (água+alcool) ou em pó, o qual aconselho a adquirir, por ser de fácil armazenamento, uma vez que são cancerígenos se expostos à longo tempo e também porque esses hormônios em solução liquida se degradam em 24h expostos à luz. Outra coisa importante é que se usar uma concentração muito alta eles se tornam herbicidas e matam a estaca.

    Para a produção da estaca é bom sempre pegar a brotação do ano, ou seja, o ramo novo, que não seja muito lenhoso, pois muitas vezes ele nem enraiza.

  5. Pedro G. Vanzo disse:

    Olá,
    possuo um pré-bonsai jabuticabeira de 2 anos, comprei em uma floricultura, não custou caro, mas precisei trocar o substrato, pois possuia muita materia organica, e eu nao conseguia regar todos os dias, agora como fiquei com muita vontade de ter mais um bonsai, vou tentar propagar algumas estacas de romã, que peguei na casa da minha avó, e vou usar 5 garrafas de 2L, cortadas ao meio, para poder acompanhar o enraizamento, vou misturar 30% de matertia organica preparada (humus de cogumelo) e 70% areia grossa lavada, manterei em uma estufa que tenho em minha casa, antes de planta-las vou deixar de molho por 12 horas nesse comlexo B1 que voce me indicou, mas ele estraga se ficar na luz?

    Miguel Maceira Reply:

    Olá Vinícius, como vai a acerola? Tenho uma planta dessas em casa e gostaria de fazer um bonsai de um galho. Como é uma planta antiga, ela possui galhos bem lenhosos. Nesse caso o melhor método seria a estaca ou a alporquia? Obrigado e parabéns pelo seu blog!

  6. Tonny disse:

    Olá pessoal.
    Eu sempre tive vontade de cultivar bonsais, pois os acho bonitos. Essa semana dei inicio ao cultivo de alguns bonsais, alguns de futeiras (acerola, goiaba, até plantei algumas sementes de maçã e as mesmas ja estão brotando, tambem algumas sementes de ingar, tambem ja estão brotando) e algumas de plantas como Primavera, pingo de ouro, manacá, seringueirinha e ficus.
    Ja comprei varias bandejas, mas vou plantá-las em garrafas pet cortadas ao meio até estarem boas para serem transplantadas.

Trackbacks/Pingbacks


Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Projeto Bonsai no Facebook